RITO DA CELEBRAÇÃO DAS 7 DORES DE NOSSA SENHORA

CELEBRAÇÃO DAS 7 DORES DE NOSSA SENHORA
(A quem for possível, faça esta celebração diante de uma imagem de Nossa Senhora)

 Leitor 1: Aos pés da cruz, vamos nos unir a Nossa Senhora, participar de sua caminhada junto com Jesus, participar de suas dores, desde o início da vida do Menino Jesus até a sua cruel sepultura.
Leitor 2: A vida de Maria foi caminhada constante, feita de alegrias e dores terríveis, como a vida de qualquer um de nós. Mas o jeito de Maria viver nos ensina como enfrentar as dores que a vida traz. Para ficar sempre de pé, como ela, vamos meditar seu sofrimento e aprender a confiar no cuidado de Deus quando nós tivermos que enfrentar os nossos sofrimentos. Com ela sofremos, com ela nos alegraremos.

CANTO: Bendita sejais, Senhora das Dores,  ouvi nossos rogos, mãe dos pecadores. Ó Mãe dolorosa, que aflita chorais, repleta de dores, bendita sejais!

Quem dirige: Em  nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Todos: Amém.

Oremos: Infundi, Senhor, nós vos pedimos, a vossa graça em nossos corações, para que participando das dores da Virgem Maria junto de seu filho Jesus, possamos crescer na fé, fortalecermo-nos na caminhada cristã e experimentar a glória da ressurreição que dá sentido a todos os sofrimentos e dores da vida. Por Cristo, nosso Senhor.  Todos: Amém. 

1ª DOR – PROFECIA DE SIMEÃO: Simeão os abençoou e disse a Maria, sua mãe: Eis que este menino está destinado a ser ocasião de queda e elevação de muitos em Israel e sinal de contradição. Quanto a ti, uma espada te transpassará a alma” (Lc 2,34-35).

Leitor 2: Pela dor que sofreste ao ouvir a profecia de Simeão de que uma espada de dor transpassaria o vosso coração: Todos: Mãe de Deus, ouvi a nossa prece. Ave Maria...  Glória...

Bendita sejais...(refrão) Que espada pungente, vós experimentais, que o peito vos vara, Bendita sejais!
 
2ª DOR – FUGA PARA O EGITO: O anjo do Senhor apareceu em sonho a José e disse: Levanta, toma o menino e a mãe, foge para o Egito e fica lá até que te avise. Pois Herodes vai procurar o menino para matá-lo. Levantando-se, José tomou o menino e a mãe, e partiu para o Egito.” (Mt 2,13-14).

Leitor 2: Pela dor que sofreste quando fugiste para o Egito, apertando ao peito virginal o Menino Jesus, para o salvar da fúria do ímpio Herodes, Todos: Virgem Imaculada, ouvi a nossa prece. Ave Maria...  Glória...

Bendita sejais...(refrão) Manda Deus um anjo, dizer que fujais, do bárbaro Herodes. Bendita sejais!

3ª DOR – MARIA PERDE JESUS E O PROCURA EM JERUSALÉMAcabados os dias da festa da Páscoa, quando voltaram, o menino Jesus ficou em Jerusalém, sem que os pais o percebessem. Pensando que estivesse na caravana, andaram o caminho de um dia e o procuraram entre parentes e conhecidos. E, não o achando, voltaram a Jerusalém à procura dele.” (Lc 2,43b-45)

Leitor 2: Pela dor que sofrestes quando da perda do Menino Jesus por três dias, Todos: Santíssima Senhora, ouvi a nossa prece. Ave Maria...  Glória...

Bendita sejais...(refrão) Saindo do templo Jesus não achais, que susto sofrestes, Bendita sejais!

4ª DOR – JESUS ENCONTRA SUA MÃE NO CAMINHO DO CALVÁRIO: Ao conduzir Jesus, lançaram mão de um certo Simão de Cirene, que vinha do campo, e o encarregaram de levar a cruz atrás de Jesus. Seguia-o grande multidão de povo e de mulheres que batiam no peito e o lamentavam.” (Lc 23,26-27)

Leitor 2: Pela dor que sofrestes quando viste o querido Jesus com a cruz ao ombro, a caminho do Calvário, Todos: Virgem Mãe das Dores, ouvi a nossa prece. Ave Maria...  Glória...

Bendita sejais...(refrão) Que dor tão cruel quando O encontrais, com a cruz às costas, Bendita sejais!

5ª DOR – MARIA AO PÉ DA CRUZ DE JESUS: Junto à cruz de Jesus estavam de pé sua Mãe, a irmã de sua Mãe, Maria de Cléofas, e Maria Madalena. Vendo a Mãe e, perto dela, o discípulo a quem amava, disse Jesus para a mãe: ‘Mulher, eis aí o teu filho!’ Depois disse para o discípulo: ‘Eis aí a tua Mãe!’” (Jo 19,15-27a)

Leitor 2: Pela dor que sofreste quando assististes à morte de Jesus, crucificado entre dois ladrões, Todos: Mãe da Divina Graça, ouvi a nossa prece. Ave Maria...  Glória...

Bendita sejais...(refrão) A dor inda cresce quando reparais, que expira Jesus, Bendita sejais!

 6ª DOR – MARIA RECEBE JESUS DESCIDO DA CRUZ: Chegada a tarde, porque era o dia da Preparação, isto é, a véspera de sábado, veio José de Arimateia, entrou decidido na casa de Pilatos e pediu o corpo de Jesus. Pilatos, então, deu o cadáver a José, que retirou o corpo da cruz.” (Mc 15,42)

Leitor 2: Pela dor que sofreste quando recebestes em vossos braços o corpo inanimado de Jesus, descido da Cruz, Todos: Mãe dos pecadores, ouvi a nossa prece. Ave Maria...  Glória...

Bendita sejais...(refrão) No vosso regaço seu corpo aceitais, sobre ele chorando, Bendita sejais! 

7ª DOR – MARIA DEPOSITA JESUS NO SEPULCRO: Os discípulos tiraram o corpo de Jesus e envolveram em faixas de linho com aromas, conforme é o costume de sepultar dos judeus. Havia perto do local, onde fora crucificado, um jardim, e no jardim um sepulcro novo onde ninguém ainda fora depositado. Foi ali que puseram Jesus.” (Jo 19,40-42a)

Leitor 1: Pela dor que sofrestes quando o corpo de Jesus foi depositado no sepulcro, ficando Vós na mais triste solidão, Todos: Senhora de todos os povos, ouvi a nossa prece. Ave Maria...  Glória...

Bendita sejais...(refrão) Com rogos e preces Vós o entregais, para o sepultarem, Bendita sejais!

Oremos: Dai-nos, Senhora, a graça de compreender o oceano de angústias que fizeram de Vós a Mãe das Dores, para que possamos participar de vosso sofrimento e vos consolemos pelo nosso amor e nossa fidelidade a seu filho Jesus. Choramos convosco, ó Rainha dos Mártires, na esperança de ter a felicidade de superarmos de pé também as nossas dores e de um dia nos alegrarmos convosco no Céu.
Todos: Amém.
Bênção Final: Que o Senhor nos abençoe e nos guarde, no livre de todo mal e nos conduz à vida eterna! Amém!
Canto Final : (à escolha)
 
Santa Brígida diz-nos, nas suas revelações aprovadas pela Igreja Católica, que Nossa Senhora lhe prometeu conceder sete graças a quem rezar cada dia, sete Ave-Marias em honra de suas principais "Sete dores" e Lágrimas, meditando sobre as mesmas.

Eis as promessas:

1ª - Porei a paz em suas famílias.
2ª - Serão iluminados sobre os Divinos Mistérios.
3ª - Consolá-los-ei em suas penas e acompanhá-los-ei nos seus trabalhos.
4ª - Conceder-lhes-ei tudo o que me pedirem, contanto que não se oponha à vontade de meu adorável Divino Filho e à santificação de suas almas.
5ª - Defendê-los-ei nos combates espirituais contra o inimigo infernal e protegê-los-ei em todos os instantes da vida.
6ª - Assistir-lhes-ei visivelmente no momento da morte e verão o rosto de Sua Mãe Santíssima.
7ª - Obtive de Meu Filho que, os que propagarem esta devoção (às minhas Lágrimas e Dores) sejam transladados desta vida terrena à felicidade eterna, diretamente, pois ser-lhe-ão apagados todos os seus pecados e o Meu filho e Eu seremos a sua eterna consolação e alegria.


 
Santo Afonso Ligório nos diz que Nosso Senhor Jesus Cristo prometeu, aos devotos de Nossa Senhora das Dores as seguintes graças:
 
Eis as Graças:

1ª – Que aquele devoto que invocar a divina Mãe pelos merecimentos de suas dores merecerá fazer antes de sua morte, verdadeira penitência de todos os seus pecados.
2ª - Nosso Senhor Jesus Cristo imprimirá nos seus corações a memória de Sua Paixão dando-lhes depois um competente prêmio no Céu.
3ª - Jesus Cristo guardá-los-á em todas as tribulações em que se acharem, especialmente na hora da morte.
4ª - Por fim os deixará nas mãos de sua Mãe para que deles disponha a seu agrado, e lhes obtenha todos e quaisquer favores.

Arquivo do blog